Joyce

"Desde os meus 12 anos de idade, sempre admirei a estampa de onça e a ideia da tatuagem surgiu de uma mistura disso com outras histórias. Decidi muito cedo que meu corpo seria o livro da minha vida e eu precisa ter registros nele. A estampa de onça foi/é um marco na minha adolescência. É como se registrasse pequenos detalhes que sempre serão bons de recordar: uma amizade que durou 12 anos e acabou; a garota que mais me conhecia, que me presenteava com essa estampa, que sempre se lembrava de mim com ela, que era a "zebra" para que eu pudesse ser a "onça"."

Joyce